CAMINHOS DA VIDA, tem como objetivo registrar alguns dos artigos escritos por AIDA LUZ — militante do Racionalismo Cristão, Filial Seixal, Portugal — que com sua perspicácia, disciplina, determinação e, principalmente, sua sensibilidade aflorada tem sabido utilizar-se da pena para escrever artigos com valorosos ensinamentos, incentivando e elevando todos aqueles que buscam o crescimento espiritual.

O Mundo Terra está em ebulição, descubramos a vida espiritual - Por Aida Luz

O Mundo Terra, neste momento, está em “ebulição” e é difícil viver nele, pois os problemas a contornar são de toda a espécie e nem podemos prever até onde se chegará.

Por essa razão dizemos que nossa responsabilidade é maior. Não podemos deixar que o trabalho que nossos Mestres tiveram, caia por terra. Temos por obrigação defender o nosso Património Espiritual que nos legaram.


Cada um de nós, ao reencarnar, trouxe sua missão, é necessário que lhe façamos jus.


O Astral Superior esforça-se para nos apoiar, dando-nos incentivo, força espiritual, energia anímica, intuindo-nos o que temos a fazer. Ora, compete-nos a nós prestar atenção e cumprirmos, com esmero, nossas missões que foram escolhidas em nossos mundos de estágio.


Elevemos sempre nossos pensamentos e não nos permitamos tomar decisões de animo leve, por ouvir a quem nos quer destabilizar, dando atenção a opiniões mal formadas, a ideias preconcebidas, fazendo juízo de valores precipitados.

Devemos sempre raciocinar e ponderar bem para não corrermos o risco de errar, prejudicando uma Doutrina que tanto custou a erguer e tanto faz pela Humanidade.

Esta fase tão difícil, a nível material, evidentemente que afeta também a parte espiritual, pois somos seres imperfeitos e querendo ter uma vida que nos satisfaça a nível material, descubramos a vida espiritual e acabamos, muitas vezes, por sofrer as consequências de um caminho desregrado.

É de suma importância, que se procure viver em família, de forma equilibrada, sem excessos, onde impere a confiança entre todos, trocando impressões com verdade, fazendo um orçamento que se procure seguir dentro dos limites necessários a uma boa gestão, modesta que seja, mas, onde cada um faça a sua parte e vivam em harmonia, amor e paz, onde impere a justiça e a honra seja uma constante.

Evitemos de tomar partidos levianamente, não façamos nada sem ter feito uma avaliação consciente, quer seja a nível material ou espiritual.

Que quando chegar a nossa hora de prestar contas a nós mesmos constatemos, com alegria, que conseguimos equilibrar o fiel da balança.

O Mundo Terra está em ebulição, descubramos a vida espiritual