CAMINHOS DA VIDA, tem como objetivo registrar alguns dos artigos escritos por AIDA LUZ — militante do Racionalismo Cristão, Filial Seixal, Portugal — que com sua perspicácia, disciplina, determinação e, principalmente, sua sensibilidade aflorada tem sabido utilizar-se da pena para escrever artigos com valorosos ensinamentos, incentivando e elevando todos aqueles que buscam o crescimento espiritual.

AMILCAR CABRAL



Ao nosso sempre lembrado AMILCAR CABRAL
Presidente Astral da Filial Av. da Holanda, S
ão Vicente, Cabo Verde


Nós, simples anónimos no mar tempestuoso da vida,
Porém, sem muitos terem a consciência devida,
Qualquer que seja nossa nacionalidade, raça, cor ou vivência,
Pobre, rica, culta, inculta, algo em nós logo se evidencia.
A honestidade, a hombridade no dizer a verdade, a humildade,
E outros atributos que, para nós, se tornam numa necessidade,
Pois tendo por norma semear o bem, aspiramos a ter dignidade.
Dignidade em toda a sua extensão, pois tal significa idoneidade.
Assim, temos as armas necessárias para enxergar além da vida material,
Força e coragem para, nas horas difíceis, construirmos nosso ideal,
Ideal de algo fazer ajudando a construir um Mundo mais real,
Onde não seja preciso calar sentimentos puros para camuflar o mal.
Em todas as épocas, homens de valor se destacaram, uns empunhando armas, quando necessário,
Outros usando a palavra escrita ou falada como formulário,
A ser pensado, interpretando falhas, sugerindo leis que,
quando criadas e homologadas,
Destinar-se-iam a que fossem empreendidas novas jornadas.
Foram tantos os que tombaram e quantos terão de tombar ainda
para que nasça um novo dia.
Vinte de Janeiro, data dedicada a "AMILCAR CABRAL",
que também idealizou esse vindouro dia.
Por ele estudou, lutou, perdeu sua vida física, e, como "Espírito Superior" que é,
continua trabalhando a todo o momento.
A ele dirijo minhas homenagens, lembrando seu pensamento:


"Sou um simples Africano,
que quis saldar sua dívida
para com o seu povo,
e, viver sua época."

AMILCAR CABRAL
Aida Almeida Lopes da Luz


Fonte: